origem
Terça-feira, 27 de Abril de 2010

Comunicado do Partido Pelos Animais

Por achar que se deve repor sempre a verdade dos factos e me afectarem imenso as injustiças, deixo aqui um comunicado feito pelo Partido Pelos Animais

 

Comunicado do PPA sobre a situação passada com Veladimiro Elvas no dia 25 de Abril de 2010

Terça, 27 Abril 2010 21:56

Pedimos a todos os nossos apoiantes e a todas as pessoas que tenham acesso a este comunicado que o leiam com atenção. Obrigado.

 

O Partido Pelos Animais acaba de ter conhecimento da criação de um grupo no Facebook com o título "Sou contra associações de animais que se dizem amigas mas os maltratam...". Apesar do título reflectir aquela que é uma posição comum à maioria das pessoas - obviamente, ninguém gosta de associações que se assumem como defensoras de animais (ou de qualquer outro grupo) e não agem conforme esses princípios - não se trata de um grupo generalista, mas antes de um grupo criado especificamente com o intuito de "denunciar" uma situação envolvendo Veladimiro Elvas, presidente da Associação de Protecção aos Animais Abandonados do Cartaxo (APAAC), passada no dia 25 de Abril de 2010.

 

Segundo o relato da criadora do grupo, tendo sido chamado a socorrer um cão atropelado, Veladimiro "esganou o animal e o arrastou até ao carro", e no dia seguinte, ao telefone, "disse que o cão tinha sido abatido". Este relato bastou para que, em apenas dois dias, centenas de pessoas se juntassem ao grupo e expressassem o seu desgosto e revolta perante "a situação", desgosto e revolta esses que são totalmente compreensíveis, mas absolutamente mal direccionados. O facto é que estão a ser direccionados, e de forma bastante agressiva, a uma das pessoas que mais tem feito pela defesa dos animais em Portugal nas últimas décadas - sem qualquer dúvida.

 

Toda esta situação deriva de uma má interpretação por parte da pessoa que assistiu ao que aconteceu. Veladimiro Elvas foi efectivamente do Cartaxo a Alverca, chamado pela Brisa, para socorrer o cão atropelado - o que desde logo demonstra que a própria empresa responsável pelas estradas tem conhecimento do excelente trabalho por ele desenvolvido e da sua capacidade para lidar com situações do género. E é aqui que sucede o mal-entendido: quem tenha experiência de socorro a animais gravemente feridos sabe que não se pode simplesmente pegar no animal, pois este pode reagir com agressividade. Há técnicas para socorrer um animal nas condições em que este se encontrava, e uma das formas correctas para o fazer é colocando-lhe um laço em volta do pescoço, de modo a arrastá-lo para o carro. Foi isso que fez Veladimiro, que recebeu formação da Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals e conta com muitos anos de experiência de resgate a animais feridos. Esse gesto foi erradamente interpretado como "esganamento" por quem assistiu ao mesmo, dando origem ao absurdo movimento difamatório a que se assiste neste momento no Facebook. Compreendemos que a pessoa que criou o grupo não tenha agido de má-fé, apenas por desconhecimento da técnica utilizada; ainda assim, é um facto que a sua atitude está a colocar em causa o nome de alguém que dedicou e dedica a sua vida aos animais e que não merece as injúrias de que tem sido alvo.

 

O cão socorrido foi efectivamente eutanasiado nessa noite, após ter sido avaliado, já depois da meia-noite, por um médico veterinário da APAAC, que concluiu que o cão estava em grande sofrimento e não sobreviveria com qualidade de vida.

 

Quem conhece a realidade da defesa dos animais domésticos em Portugal sabe que a APAAC é uma das associações com melhor funcionamento no país, sendo Veladimiro Elvas o principal responsável por isso. As décadas de dedicação de Veladimiro e o seu trabalho quotidiano não deixam margem para dúvidas quanto à sua competência e ao seu amor pelos animais.

 

É lamentável - e de certa forma assustador - que uma má interpretação tenha sido extrapolada desta forma. O Partido Pelos Animais pede a todos os defensores dos animais alguma calma e ponderação. Os maus-tratos aos animais são uma questão que nos toca profundamente a todos, mas nem sempre o que parece é, e é gravíssimo apoiar e divulgar acusações como esta sem se ter a certeza dos factos. O Partido Pelos Animais reitera a sua confiança em Veladimiro Elvas e no seu trabalho e espera que este comunicado contribua para colocar um ponto final neste triste mal-entendido. Para isso, contamos também com o seu apoio na divulgação da verdade dos factos, no sentido de minimizar os danos causados a Veladimiro Elvas, à APAAC e à própria causa animal. Muito obrigado.

publicado por Greenie às 23:16

link do post | comentar | adicionar aos preferidos
|

.Esta sou eu...

.links

Partido pelos Animais e pela Natureza
bloguez.com

.arquivos

. Abril 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007


widgeo

.pesquisar

 
free counters
Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish
Translator Widget by Dicas Blogger
Mocho Twitter

.Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
origem
blogs SAPO